Parece que você de fato quer me descobrir, quer de fato desvendar os meus segredos. Que loucura. Logo você, um alguém que jamais passou pela minha cabeça. E sabe, quanto mais você chega perto de mim, quanto mais você me abraça mais eu quero me achegar a ti também. Eu não sei a que fração de tempo nos aproximamos, mas quando percebi já era você quem eu queria.

Então me dá uma vontade de revelar tudo que eu penso sobre a vida, sobre você, sobre nós, mas eu tenho medo. Medo de te afastar logo com as minhas loucuras, aquelas que guardo aqui comigo, medo de te mostrar as minhas manias e os meus defeitos. Medo de você sumir no dia seguinte. Medo da não reciprocidade. E ah, eu tenho medo do teu sorriso que me encanta, que percorre a minha espinha e me dá calafrios. E sabe, reparei como você espera para beber o suco só depois que come o pastel, não pude não notar e achar isso tão fofo, e com isso me fez pensar em qual seria todas as suas outras manias. Gostaria de saber seus sonhos e planos, será que eu me encaixaria neles?

Ah, parece que você me faz rir à toa, parece que você me mostra como é bom ser eu, assim sem disfarces, sem máscaras. Parece que você olha para minha alma, e isso me faz sentir especial, assim como sou para Deus. Não olha somente para o que está no externo, mas olha para quem eu sou. E assim, sem perceber eu já tenho despido a minha alma completamente, mostrado o que tenho em meu coração, logo eu que não gosto de falar de mim. E quando você me conta sobre a sua vida me faz parecer também que tens os mesmos sonhos que os meus e isso de certa forma me faz pensar em um futuro contigo. Me faz querer te esperar todos os dias, me faz querer poder te abraçar todos os dias, me faz querer escrever pastas de amor todos os dias.

Acho que você deveria saber que rega um jardim do qual já foi  arrancado muitas flores, e você tem feito com que a primavera venha novamente e floresça tudo em mim. Tem regado um jardim que Deus cuidou primeiro, que Deus preparou primeiro. Tenho certeza que você veio para mudar a minha história e mais do que isso,  para construir ela junto comigo. E como você mesmo me disse: vamos nos encontrando no meio da correria dessa vida, no meio da pressa, porque somos a calmaria um para o outro. E então mesmo naqueles dias que seremos a confusão um do outro, o amor superará, pois quero você até com seus defeitos, do jeitinho que és. Vem para ficar, vem para somar. Não faz mais parte dos meus planos não te ter por perto, nem que seja para saber somente se você está bem.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Maria Clara
Fortalezense, 23 anos, estudante de engenharia. Misturo os números com as letras, talvez porque eu goste um pouco de tudo. Amo as coisas simples e os sentimentos que elas me proporcionam como estar com a família, amigos e tomar sorvete num dia quente. O que mais busco é ser semelhante a Cristo, e refletir esse amor que um dia me alcançou.

COMENTÁRIOS