Quando alguém que amamos ou convivemos diariamente faz aniversário, arrumamos um jeito todo nosso de fazer com que a pessoa sinta-se especial. Algumas vezes, oferecemos presentes em forma de amor, noutras, dedicamos o nosso tempo como quem se alegra pela vida do outro.

Em nossas orações agradecemos a Deus pela vida de alguém tão especial e pedimos à Ele que cuide e mantenha sempre essa pessoa perto de nós. Pensando nisso me pergunto, quanto tempo dedico Aquele que veio ao mundo para nos dar salvação? Aquele que se fez homem para entender as nossas dores. Ele suportou as dores, as humilhações, as mentiras e o desprezo e mesmo assim continuou amando a humanidade, continuou acreditando em nós.

Muitas pessoas buscam a felicidade em coisas materiais, depositam a felicidade no sucesso e na carreira profissional, deixando para ser feliz apenas quando alcançar as suas metas. Deixam para serem felizes depois, sem saber que o depois pode não chegar para nós. Jesus já foi esquecido e atualmente é pouco lembrado. Esquecemos de falar com ele porque deixamos sempre para amanhã. Esquecemos de agradecê-lo pela vida e pelas oportunidades porque estamos sempre cansados e indispostos. O que não notamos, por um descuido qualquer, é que Jesus sempre dá um jeitinho todo especial de tornar a nossa vida mais bonita. Esperamos grandes milagres, grandes coisas e esquecemos de olhar para os pequenos milagres diários em nossas vidas. A saúde de quem amamos, a família que temos, aquela ligação que recebemos, o abraço no final do dia de quem gostamos tanto.

Acredito que de todas as lições que Jesus poderia nos deixar, a melhor e a mais sábia delas é o amor. Um amor genuíno que vê gratidão nas pequenas coisas do dia a dia, que agradece os cuidados, o amparo e a vida que ao meu ver representa uma possibilidade mudança constante. Todos os dias ao acordarmos temos a chance de fazer diferente, de escolher novas coisas e criar novas metas. Que nesse natal possamos agradecer a vida daquele que nos ofertou tudo e que continua olhando e cuidando de nós. Que nós possamos ser imitadores dele e ter um coração disposto a ajudar e amar assim como Ele o fez e ainda faz. Não temos o poder de oferecer salvação para alguém, porque isso já nos foi dado. Mas podemos “salvar” o dia de alguém quando, em vez de palavras grosseiras, oferecemos um abraço. Podemos salvar o sonho de alguém quando, em vez de desencorajá-lo, o incentivamos. Nós podemos salvar o amor quando ele está frio e decidimos reacender a chama ao invés de apagá-la por completo. Quando elogiamos o riso sincero do outro e não deixamos de reparar nas pequenas atitudes diárias que esboçam carinho e amor. Que tenhamos coragem e determinação para transformar momentos difíceis em grandes desafios. Que sejamos mais solidários uns com os outros e que possamos aprender com o mestre a olhar mais para o outro e menos para si.

Que neste dia você possa não só se aproximar mais das pessoas que você ama, mas que você possa também se aproximar mais de Jesus e que aprenda a entregar cada dia mais da sua vida, os seus sonhos e o seu coração nas mãos de quem nunca abandona o nosso barco quando a tempestade vem. Nas mãos de quem sempre segura a nossa mesmo quando todos decidem partir. Nas mãos de quem nos ajuda e nos abraça como quem diz: Filho, o melhor está por vir.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Thamilly Rozendo
Estudante de psicologia, 22, é aquela que escuta mil vezes a mesma música e tem a risada escandalosa. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito catupiry, mesmo sendo intolerante a lactose. Encontra paz na oração e vê amor nos pequenos detalhes.

COMENTÁRIOS